BOLSONARO SEGUE NA UTI E FARÁ NOVA CIRURGIA DE GRANDE PORTE, DIZ HOSPITAL

Publicado em 11/09/2018 às 00h24

Resultado de imagem para BOLSONARO SEGUE NA UTI E FARÁ NOVA CIRURGIA DE GRANDE PORTE, DIZ HOSPITAL

       O candidato Jair Bolsonaro (PSL) permanece internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do hospital Albert Einstein, no Morumbi, bairro da zona sul de São Paulo, em estado grave. Boletim médico divulgado às 10h07 desta segunda-feira (10), aponta que "será necessária uma nova cirurgia de grande porte posteriormente, a fim de reconstruir o trânsito intestinal e retirar a bolsa de colostomia".

        A data da nova cirurgia não foi divulgada pelo hospital. Ela já estava prevista desde a última quinta-feira (6), quando o candidato passou pelos primeiros procedimentos, e servirá para reconstruir o trânsito intestinal e para retirar a bolsa de colostomia acoplada provisoriamente ao corpo de Bolsonaro.

       "O paciente permanece ainda com sonda gástrica aberta e em íleo paralítico (paralisia intestinal), que ocorre habitualmente depois de grandes cirurgias e traumas abdominais. Ontem, havia uma movimentação intestinal ainda incipiente e que persiste do mesmo modo hoje", aponta o boletim médico.

         Ainda de acordo com o hospital, Bolsonaro permanece sem sinais de infecção, recebendo o suporte clínico, cuidado de fisioterapia respiratória e motora, e alimentação por sonda.

         No domingo (9), o presidente em exercício do PSL, Gustavo Bebianno, elogiou a equipe médica que cuida de Bolsonaro e manifestou preocupação com a segunda cirurgia, que traz novos riscos de infecção, mas não soube dizer quando ela deve acontecer. Bebianno disse trabalhar com a previsão de alta para cerca de três semanas, a poucos dias do primeiro turno das eleições.

        No início da tarde desta segunda, Bolsonaro publicou um vídeo com o apoio que recebeu em alguns estados do país e agradeceu "pelos atos de solidariedade realizados nos últimos dias". Nas redes sociais, Bolsonaro diz que está contando com a ajuda de um dos filhos para manter comunicação. "Muito obrigado a todos! Nós vamos mudar o Brasil!", escreveu.

        O hospital Albert Einstein informou que, enquanto o candidato estiver internado, serão divulgados boletins sobre o estado de saúde dele todos os dias, às 10h e às 18h. A equipe médica responsável é formada pelo cirurgião Antônio Luiz Macedo e o clínico e cardiologista Leandro Santini Echenique.

        Na tarde de quinta-feira (6), após ter sido esfaqueado (https://noticias.uol.com.br/politica/eleicoes/2018/noticias/2018/09/06/bolsonaro-emjuiz-de-fora.htm), Bolsonaro foi levado à Santa Casa de Juiz de Fora, onde foi operado. A perfuração deixou lesões graves em órgãos intra-abdominais. Além da lesão no intestino grosso, Bolsonaro teve três perfurações no intestino delgado.

        Segundo a diretora técnica da Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora, Eunice Dantas, Bolsonaro perdeu quase metade do sangue do corpo. "Um homem adulto como ele tem entre cinco e cinco litros e meio", disse.

        A médica apontou que por uma questão de centímetros Bolsonaro não foi golpeado em uma região mais complicada. "Foi por pouco. Se ele não chegasse no hospital naquele momento, ele poderia ter morrido. Foram quatro bolsas de sangue para ajudá-lo", disse.

       Na manhã de sexta-feira (7), Bolsonaro foi transferido para São Paulo. Apesar de estar na UTI, desde sábado (8), Bolsonaro já pode fazer alguns movimentos, como sentar-se e fazer pequenas caminhadas pelo quarto. Por ordens médicas, ele permanece em repouso, e apenas a mulher e seus cinco filhos podem visitá-lo.

FONTE: UOL

 

Enviar comentário

voltar para Blog

left show tsN fwB|left fwB tsN fsN|left show fwB c15 tsN|b01 bsd c10||image-wrap|news fwB tsN fwR tsY b01 c05 bsd|normalcase fsN fwR sbss c15|b01 c05 bsd|news login c15 sbss|tsN normalcase fwR c05|b01 normalcase c05 bsd|content-inner||