Blog

EDITORIAL

Publicado em 08/08/2018 às 00h29

NESTE ANO ELEITORAL HAVERÁ MUITAS SURPRESAS E FATOS SURPREENDENTES

Estamos vivendo o ano de 2018 e, vivenciamos novos tempos. Neste importante ano de decisões, necessário se faz que tenhamos o inabalável ideal: SINCERIDADE, PERSPICÁCIA E ESPÍRITO DE LUTA.
Realizemos todas as coisas empenhando a sinceridade imediata e com exatidão, sem perder o momento propício, não deixando de trasbordar o espírito de luta. A vida é uma sequência de auto-expressões.
Tranquilizar-se ou vangloriar-se por ter atingido uma meta impede o desenvolvimento e o progresso próprios. A percepção infinita se consegue com humildade e sentimento de gratidão.
O caminho para a concretização está na perseverança. Uma ação que foi iniciada deve ser realizada até o fim, sem esmorecimento. Aí está a alegria infinita da concretização dos objetivos.
AXÉ, É ISSO AÍ !! JOEL CAVALCANTI (OSSO DURO DE ROER)EDITOR/REDATOR DO TRADICIONAL JORNAL OPINIÃO REGIONAL E DO INDEPENDENTE WWW.BLOGOSSODURODEROER.COM.BR

Comentários (0)

PREFEITO DE GANDU SE REÚNE COM O VICE-GOVERNADOR DO ESTADO, EM BUSCA DE INVESTIMENTOS NA ÁREA DE MORADIA

Publicado em 08/08/2018 às 00h28

      Em busca de mais desenvolvimento para o município, o prefeito Leonardo Cardoso acompanhado da primeira dama Klariana Viveiros, se reuniu na tarde desta segunda (6), com o vice-governador do estado João Leão. Durante o encontro ocorrido em Salvador, Léo tratou de investimentos na área de habitação.

       O vice-governador João Leão se comprometeu em atender a demanda do município, através de programas habitacionais existentes no estado e na União, como o “Minha Casa, Minha Vida”. Assim como em outros setores, o investimento em moradia tem sido uma das prioridades da atual gestão do prefeito Léo, que com o apoio dos deputados estadual Aderbal Caldas e federal Ronaldo Carletto, têm buscado recursos no governo do estado e federal.

ASCOM/Prefeito de Gandu.

Comentários (0)

GANDU – CRESCE O APOIO A CANDIDATURA DE ZÉ RONALDO NO MUNICÍPIO

Publicado em 08/08/2018 às 00h27

A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé, céu e atividades ao ar livreA imagem pode conter: 4 pessoas, incluindo Bozó Leal Santos, pessoas em pé e área interna

       Na sessão desta segunda-feira (06), o vereador Gil Calheira (PSC), declarou durante seu pronunciamento na tribuna da casa legislativa, que comunga com o pensamento do seu colega de bancada Bozó (PHS), quanto o apoio ao candidato ao governo do estado pela oposição, José Ronaldo (Dem).

       Agora são 02 vereadores que publicamente declaram que não vota na reeleição do atual governador Rui Costa, que no município é apoiado pelas 03 correntes políticas locais. Coincidente nas ultimas eleições municipais, os dois edis foram os mais votados, tendo Calheira (1ª foto) alcançado à 1ª colocação com 628 votos, enquanto Bozó (2ª foto) ficou em 2º com 618 votos.

       Ainda em seu pronunciamento, Gil Calheira afirmou que faz parte do projeto político do prefeito Leonardo Cardoso (PP) no município dando sustentação ao governo na câmara por fazer parte da história de um grupo político, mas que não teria motivos para votar em um candidato do PT, que governa a Bahia há quase 12 anos e, que pouco fez pela região.

       Para quem acompanha a trajetória política de Calheira, não tomou como surpresa, por se tratar de um político determinado e que sela pelos seus princípios.

       Certo é que, Bozó que até ontem se encontrava em carreira solo no legislativo ao que diz respeito ao cenário da política estadual, agora pode contar com mais uma voz em defesa da “Mudança que vem do Interior”.

FONTE: BLOGDOBOZÓ

Comentários (0)

A DUPLA LÉO E NECO SÃO PRATICAMENTE IMBATÍVEIS ELEITORALMENTE

Publicado em 08/08/2018 às 00h26

      Muito se comenta acerca das próximas disputas eleitorais em GANDU.

      Com muita tranquilidade e consciência de causa, afirmamos que, a dupla de políticos PREFEITO LEONARDO CARDOSO E O  LÍDER NECO KANGUÇU, representam a maior força política da atualidade em GANDU.

      O prefeito LÉO DE NECO, tem feito uma administração irretocável sendo reconhecido como o melhor gestor público de GANDU nos últimos tempos. Esta sua eficiência como gestor e o seu jeito humilde e solidário de tratar os munícipes ganduenses, lhe assegura um grande respaldo político eleitoral.

      NECO KANGUÇU, sempre foi inquestionavelmente a maior liderança política popular da história política de GANDU. NECO é um verdadeiro " TRATOR", no trato com as questões políticas, principalmente no que se refere ao seu constante afamado corpo-a-corpo com os munícipes ganduenses, principalmente com às camadas carentes do município de GANDU. NECO é um inigualável negociador e conciliador. A capacidade de convencimento e conquista de NECO, é indiscutível e inquestionável.

     No comando de um grupo político forte, a dupla LÉO DE NECO E NECO KANGUÇU, terá ainda pela frente, muitas vitórias políticas eleitorais. É evidente que no comando do Poder Executivo e político, a dupla dinâmica LÉO DE NECO E NECO KANGUÇU SÃO PRATICAMENTE IMBATÍVEIS ELEITORALMENTE. Esta realidade será comprovada nas próximas disputas políticas eleitorais. Basta aguardar que quem viver verá!!

      É oportuno ressaltarmos : SINCERIDADE, PERSPICÁCIA E ESPÍRITO DE LUTA SÃO IMPRESCINDÍVEIS. É FUNDAMENTAL REALIZARMOS TODAS AS COISAS EMPENHANDO A SINCERIDADE IMEDIATA E COM EXATIDÃO, SEM PERDER O MOMENTO PROPÍCIO, NÃO DEIXANDO DE TRANSBORBAR O ESPÍRITO DE LUTA. A VIDA É UMA SEQUÊNCIA DE AUTO-EXPRESSÕES!!!!

      AXÉ, É ISSO AÍ !! JOEL CAVALCANTI ( OSSO DURO DE ROER) EDITOR/ REDATOR DO TRADICIONAL JORNAL OPINIÃO REGIONAL E DO INDEPENDENTE WWW.BLOGOSSODURODEROER.COM.BR

Comentários (0)

PREFEITURA DE ITAMARI REALIZA SUBSTITUIÇÃO DE LÂMPADAS QUEIMADAS POR NOVAS EM RUAS E AVENIDAS DA CIDADE

Publicado em 08/08/2018 às 00h25

      A Prefeitura Municipal de Itamari, através da Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura, realizou na manhã desta segunda-feira (06), a substituição de lâmpadas queimadas por outras novas em diversos pontos da cidade.

      Segundo o Secretário de Obras, Zé Inácio, o pedido da Prefeita Pallomma Uzêda, é atender a todas as solicitações da população e deixar as ruas e avenidas sempre iluminadas.

      Hoje as substituições foram realizadas nas Populares – Pau Brasil, Alto da Independência e o Bairro Paulo Ribeiro. Desta forma, a população poderá continuar a circular a noite nas ruas com segurança e tranquilidade.

Fonte: Apuarema24horas

Comentários (0)

TRF-4 DECIDE NÃO ANALISAR PEDIDO DE LULA PARA PARTICIPAR DE DEBATE NA BAND

Publicado em 08/08/2018 às 00h24

TRF-4 decide não analisar pedido de Lula para participar de debate na Band

     O desembargador João Pedro Gebran Neto, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), não deu conhecimento nesta segunda-feira (6) ao pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para que o petista possa participar do debate com candidatos à Presidência da República que será realizado pela TV Bandeirantes, na próxima quinta-feira (9). Com isso, o mérito da questão não vai ser analisado e o petista não terá direito de ir ao programa.

     Além disso, Gebran Neto negou também que Lula participe de atos de campanha via videoconferência, em especial o debate, ou possa gravar vídeos de dentro da carceragem da Polícia Federal, em Curitiba, onde está preso.

    Segundo o desembargador, relator do processo, o pedido da defesa é estranho à “jurisdição criminal” e, portanto, não poderia ser analisado pelo TRF-4. 

    “Nesse ambiente processual, cabe destacar, o agravo de execução penal destina-se à discussão de pretensões regulares afetas à execução penal e, neste caso, o tema é inclusive estranho à jurisdição criminal”, sustentou na decisão. 

FONTE: BN

Comentários (0)

BAHIA: OPOSIÇÃO PODERÁ FAZER CHAPINHA PARA ESTADUAL COM PSDB, PV, PRB E DEM

Publicado em 08/08/2018 às 00h23

Resultado de imagem para BAHIA: OPOSIÇÃO PODERÁ FAZER CHAPINHA PARA ESTADUAL COM PSDB, PV, PRB E DEM

      Na manhã desta terça-feira o “QG” da oposição na Bahia vai realizar uma reunião para definir a formação das coligações proporcionais. Ontem a cúpula dos partidos ficaram debruçados sobre calculadoras.

     O blog apurou que para estadual, existe a possibilidade de formar uma “chapinha” com PRB, PSDB e DEM, tendo a possibilidade da participação do PV. Nessa chapa, segundo alguns analistas, pode eleger de 14 a 16 deputados, com a linha de corte de 45 a 48 mil votos.

      Para federal, o grupo vai definir sobre a coligação, pois o PSDB ainda não decidiu se vai sozinho ou coligar. Falta isso para bater o martelo.

FONTE: POLÍTICA DO SUL DA BAHIA

Comentários (0)

PSC DECIDE MANTER CHAPINHA E FIRMA APOIO ‘INCONDICIONAL’ A ZÉ RONALDO, DIZ LÁZARO

Publicado em 08/08/2018 às 00h22

PSC decide manter chapinha e firma apoio ‘incondicional’ a Zé Ronaldo, diz Lázaro

     Em reunião nesta segunda-feira (6), o PSC decidiu manter a coligação feita com PTB, PPL e SD nas eleições para deputado estadual na Bahia. A informação foi passada ao Bahia Notícias pelo candidato ao Senado na chapa de Zé Ronaldo ao governo do Estado, deputado federal Irmão Lázaro (PSC).

    Segundo ele, no entanto, o encontro firmou uma posição “incondicional”: o partido apoia a candidatura Zé Ronaldo, mesmo que outras siglas da oposição decidam pela retirada do pastor da majoritária. Após a notícia divulgada pelo Bahia Notícias de que a composição entre os quatro partidos havia sido feita, no apagar das luzes, figuras do DEM passaram a defender que Lázaro fosse alijado da chapa. Partidos oposicionistas têm enfrentado o movimento do PSC como “traição”, já que, no acordo feito para que o pastor fosse candidato ao Senado, foi fechado que as siglas sairiam no chapão.

    “Eu não abro mão de apoiar José Ronaldo. Continuarei pedindo voto para ele, independentemente de qualquer decisão que seja tomada pelos outros partidos”, assegurou o ex-cantor do Olodum, em entrevista ao Bahia Notícias. Ele também declarou apoio “incondicional” a Jutahy Magalhães Jr. (PSDB), que também concorre ao Senado na chapa do ex-prefeito de Feira de Santana. “Faço questão de dizer que eu voto em Jutahy”, garantiu. 

      O candidato à Câmara Alta ainda pediu mais diálogo entre os partidos para resolver a situação. “A minha opinião é que devemos conversar mais e tentar achar uma saída que seja confortável para todos”, defendeu.

      Na avaliação dele, o PSC também não cometeu traição ao formar chapa com outras legendas. “Eu só encararia como traição se o PSC saísse da chapa”, opinou.

fonte: BAHIA NOTÍCIAS

Comentários (0)

ELEIÇÕES 2018: JUSTIÇA RECUSA PEDIDO DO PT PARA QUE LULA PARTICIPE DE DEBATE DA BAND

Publicado em 08/08/2018 às 00h21

Resultado de imagem para Eleições 2018: Justiça recusa pedido do PT para que Lula participe de debate da Band

      Nesta segunda-feira (06), o TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) não analisou o mérito de um pedido do PT para que o ex-presidente Lula, pudesse participar do debate entre os candidatos à presidência organizando pela BAND, na próxima quinta-feira (09).

       De acordo com a juíza federal do TRF-4, Bianca Geórgia, o tipo de recurso usado pelo partido, só pode ser usado para questões relacionadas a execução da pena, que este não era o caso.

FONTE: UNANEWS

Comentários (0)

QUEM SÃO OS CANDIDATOS A VICE E O QUE AGREGAM A SEUS PRESIDENCIÁVEIS?

Publicado em 08/08/2018 às 00h20

Candidatos a vice-presidente da República em 2018

       O cálculo político por trás da escolha do candidato a vice em uma chapa presidencial costuma levar em conta a contribuição do nome para trazer recursos financeiros e midiáticos à campanha, o reforço ou complemento ideológico que significa e a amplitude do eleitorado que poderá ajudar a alcançar. Em uma eleição atípica como a de 2018, no entanto, essa escolha foi feita pela maior parte das candidaturas em cima da hora e na base da falta de opção.

       Muitos candidatos a vice foram confirmados apenas no último domingo, no limite do prazo legal estabelecido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Sucessor do presidente caso o titular esteja provisória ou permanentemente afastado do Planalto, o vice tornou-se figura evidente nos últimos anos, depois que Michel Temer (MDB), eleito vice na chapa de Dilma Rousseff (PT), assumiu seu posto após processo de impeachment.

       "Para o eleitor, o vice tem menos peso do que se imagina. Mas ele é muito importante para as negociações de cargo entre as lideranças partidárias, para garantir capilaridade às campanhas e até mesmo para afastar acusações sobre falta de representatividade", explica o cientista-político Hilton Fernandes, da Fundação Escola de Sociologia e Política (FESP), que atribui ao último aspecto a presença de pelo menos 4 vices mulheres - sem contar a possibilidade de Manuela D'Ávila (PCdoB) na vice do PT, ainda em negociação.

        "O vice deveria prolongar o alcance da candidatura de alguma maneira. Na configuração atual, no entanto, a maior parte dos vices não deve trazer nem votos, nem recursos financeiros ou tempo de TV para os titulares", opina o cientistapolítico Marco Antônio Carvalho Teixeira, da Fundação Getúlio Vargas, em São Paulo.

          Afinal, quem são e o que agregam cada um dos nomes apontados pelas candidaturas para a vice?

Fernando Haddad (PT), vice de Luiz Inácio Lula da Silva (PT)

           Com o nome de Fernando Haddad (PT-SP) na vice, o PT colocou em marcha o plano B eleitoral. Diante do muito provável indeferimento da candidatura de Lula - condenado e preso na operação Lava Jato -, Haddad deverá assumir a cabeça da chapa. Até lá, no entanto, o partido fará um movimento duplo: o de fortalecer o nome do ex-presidente como titular na disputa e o de apresentar Haddad ao eleitorado como um substituto à altura para o projeto lulista.

          "O PT caiu na real de que, com o início da propaganda eleitoral, o eleitor pode perceber que Lula não será viável e consolidar na cabeça uma escolha alternativa, que não seja do partido. Para não correr esse risco, vão trabalhar paralelamente ao Lula o seu plano B", diz Carvalho.

            Prefeito de São Paulo entre 2013 e 2016, Haddad, tem 55 anos e é relativamente desconhecido do eleitor nacionalmente. Venceu o pleito municipal contra o tucano José Serra no segundo turno e perdeu a reeleição, no primeiro turno, para João Doria (PSDB-SP), que é atualmente candidato a governador em São Paulo.

            Com sólida trajetória acadêmica na Universidade de São Paulo (USP), é professor de Ciência Política. Chegou a Brasília em 2003, no primeiro ano do governo Lula, para atuar no Ministério do Planejamento sob a gestão de Guido Mantega. A convite do ex-presidente Lula, foi ministro da Educação entre 2005 e 2012, período no qual reformulou o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

            Haddad foi o coordenador do recém-lançado programa de governo da candidatura petista. Seu nome vinha sendo aventado como uma das alternativas para se candidatar no lugar de Lula, ao lado do ex-governador da Bahia Jaques Wagner e da senadora Gleisi Hoffmann.

            A atual configuração da chapa petista, no entanto, não indica que ela chegará às urnas como puro sangue.

            A sui generis situação do PT criou ainda uma estranha figura: a vice do vice. Se Lula for mesmo barrado da eleição pela lei da Ficha Limpa, que veda a participação de condenados em segunda instância na disputa, Haddad ascenderá ao cargo de titular e deve deixar o posto de vice para Manuela D'Ávila (PCdoB), candidata à Presidência dos comunistas até o último fim de semana.

            A candidatura de Manuela foi retirada depois que os comunistas decidiram se aliar ao PT, apesar da insegurança jurídica da candidatura de Lula. Embora aliados de Manuela tenham considerado a situação de estepe da política como "constrangedora", o cálculo do PC do B é pragmático: sem coligar com o PT, o PC do B pode ter dificuldade de fazer uma boa bancada para o Legislativo ou mesmo correr riscos em relação à cláusula de barreira, que pode barrar a representação política de partidos pequenos, que não atinjam um dado percentual de votos. Com a coligação com o PT, o PC do B assegura desempenho eleitoral superior ao mínimo estabelecido pela última reforma eleitoral.

Ana Amélia (PP), vice de Geraldo Alckmin (PSDB)

           Ameaçado em sua posição de candidato preferencial do eleitorado à direita, Geraldo Alckmin, do PSDB, optou por uma vice que fortalecesse sua posição nesse espectro eleitoral. Dentre as possibilidades oferecidas pelo Centrão, grupo de partidos liderados por DEM, PR, PP e Solidariedade e que trouxe ao tucano o maior tempo de TV da disputa, Alckmin optou pela senadora Ana Amélia Lemos (PP).

            Eleita senadora pelo Rio Grande do Sul em 2010, Ana Amélia ficou conhecida por suas posições antipetistas. Foi uma das maiores defensoras do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff e chegou a elogiar ataques a pedrada à caravana de Lula pelo interior do Rio Grande do Sul no início do ano. "Quero cumprimentar Bagé, Santa Maria, Passo Fundo, Santana do Livramento, que botou a correr aquele povo que foi lá levando um condenado", disse na ocasião. Ela ainda provocou polêmica ao ligar a rede de televisão Al Jazeera ao grupo Estado Islâmico.

            Com cerca de 7% das intenções de voto, contra 19% de Bolsonaro, e ameaçado em redutos tucanos históricos, como São Paulo e Minas Gerais, Alckmin acenou para o eleitor tradicional tucano com a escolha de Ana Amélia.

           "É uma estratégia de nicho, de fortalecer o que já deveria ser seu para ir ao segundo turno. Por isso a escolha por uma representante do Sul, uma liderança antipetista. Não faria sentido para Alckmin disputar o Nordeste, um voto difícil para o tucano, nesse momento", avalia Fernandes. No Nordeste, Alckmin oscila entre 2% e 4% das intenções de voto.

            Ana Amélia enfrentaria uma disputa relativamente tranquila por um segundo mandato no Senado, mas abriu mão da reeleição para integrar a chapa de Alckmin. Após a escolha, Alckmin a qualificou como a "vice dos sonhos", embora a primeira opção do tucano fosse o empresário da Coteminas Josué Gomes, filho de José Alencar, que foi vice-presidente com Lula por oito anos. Alegando ligações emocionais familiares com o petista, Josué declinou de compor a chapa tucana.

          Ana Amélia tem 73 anos e tornou-se conhecida no sul pela longa carreira de jornalista, tendo sido comentarista política na TV Globo local. Se não favorece Alckmin no Nordeste, ela dialoga com as mulheres, fragilidade da candidatura mais forte do campo da direita, a de Bolsonaro. Em vídeo publicado em suas redes sociais anunciando que aceitara ser vice de Alckmin, a senadora afirmou que vai manter seu apoio "incondicional" à operação Lava Jato e sua posição contra o foro privilegiado caso seja eleita vice-presidente.

fonte: UOL

 

 

Comentários (0)

left show tsN fwB|left fwB tsN fsN|left show fwB c15 tsN|b01 bsd c10||image-wrap|news fwB tsN fwR tsY b01 c05 bsd|normalcase fsN fwR sbss c15|b01 c05 bsd|news login c15 sbss|tsN normalcase fwR c05|b01 normalcase c05 bsd|content-inner||